“Enquanto houver capoeira, meu nome será lembrado”

"Enquanto houver capoeira, meu nome será lembrado" Capoeira Eventos - Agenda Mestres Portal Capoeira

“Enquanto houver capoeira, meu nome será lembrado” Mestre João Pequeno de Pastinha.

Hoje dia 09 de dezembro completam-se 9 anos da passagem do nosso querido mestre João Pequeno de Pastinha, que nos deixou prestes a completar 94 anos no ano de 2011.

Esse grande homem deixou sua marca não somente na história da capoeira, mas também para toda cultura afro-brasileira em geral.

João Pereira dos Santos é uma referência de homem negro que soube valorizar e elevar a cultura de seu povo para patamares de reconhecimento e valorização no Brasil e no mundo, foi uma importante referência para um processo de educação inclusiva que respeita a diversidade e a individualidade dos educandos, foi um exemplo de generosidade, de sabedoria, de humildade, assim como todo grande mestre.

Nós do CECA – Centro Esportivo de Capoeira Angola Mestre João Pequeno de Pastinha assumimos o desafio de dar continuidade ao seu legado e à sua obra mantendo ativo o seu espaço localizado no Forte da Capoeira no Centro Histórico de Salvador, com aulas e rodas de capoeira coordenadas pelos seus discípulos, onde funciona também o Memorial Mestre João Pequeno de Pastinha, aberto à visitação pública, com informações, fotografias e objetos que dizem respeito à sua trajetória.

Mestre João Pequeno se foi, mas sua memória continua viva, cada vez que um toque de berimbau inicia uma ladainha numa roda de capoeira em qualquer parte do mundo, continua tatuada no corpo de cada capoeirista que respeita e valoriza sua ancestralidade e suas tradições.

“Enquanto houver capoeira, meu nome será lembrado”

dizia mestre João Pequeno.

Axé !

Fonte: Nani de João Pequeno

O conteúdo “Enquanto houver capoeira, meu nome será lembrado” aparece primeiro em Portal Capoeira.

Fonte: Portal Capoeira

Leave a Reply